De quem é a culpa?

Muitos textos deste blog foram escritos direcionados para alguém. E como não ser? Você vai vivendo e, involuntariamente, não percebe o quanto o outro vai lhe afetando de diferentes formas. Pouco, indiferente, muito. Os muitos vieram para cá. E, hoje, não poderia ser diferente. Fui elencando algumas situações que poderiam ter me feito abraçar o … Continue lendo De quem é a culpa?

Anúncios

Pelo menos você tentou

O poeta Marcus Vinícius chegou perto de mim e sussurrou com atenção: “Cuidado com as sombras em demasia que rodeiam a tua cabeça”. De imediato, pensei, eu tenho o controle sobre elas e nunca as deixarei me dominar. O que ele esqueceu de ensinar foi sobre as diferenças existentes na sua poesia e aquilo que, … Continue lendo Pelo menos você tentou

Se for o caso, esqueça

O mundo ganhou um peso maior, não é? O que já havia sido desgastado, aos poucos, também Do sofá, dos museus, das praças Ressignificados pela ausência Das conversas, ironias e aceitações Quando machuca é hora de parar, avaliar Se distanciar dos fatos para entendê-los em sua plenitude Semanas, meses, um punhado de anos depois Você … Continue lendo Se for o caso, esqueça

O que você não pode levar

E você verá que fazer escolhas certas não significa estar preparada para viver essa dor no momento. Quem esteve por perto sentiu e viu que até a mais profunda verdade entre duas pessoas acaba. Meio que atinge todos que acompanharam o processo. Acaba agora, amanhã talvez comece tudo de novo. Talvez. Iremos utilizar essa palavra … Continue lendo O que você não pode levar

Palavras caóticas que significam tudo

em particular, em particular lhe digo: você é linda demais a.p.r.e.s.s.a.d.a.m.e.n.t.e corro para tuas investidas porém não nego meu desejo de, às vezes, recuar duas rodas afobadas demais colidem num poste: uma vítima fatal e a outra sobrevive aos ferimentos mas você sabe, nós sabemos: meio termo não condiz talvez você não suporte, um dia, … Continue lendo Palavras caóticas que significam tudo